A dura tragédia nas favelas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A dura tragédia nas favelas

Mensagem  Natashaa em Sex Jun 17, 2016 3:06 pm


Hoje fica mais claro perceber a dificuldade de viver, num mundo intranquilo e confuso. Uma antiga oração admite que é difícil crer, numa era de tanta incerteza, sofrimento e violência. Cada dia é mais penoso esperar, quando há tanta confusão. Até dar opinião está perigoso no cotidiano dos grandes centros e principalmente, em favelas. Muita competição, muita incompreensão e muita badalação ruidosa. A intolerância campeia entre torcedores, inimigos não adversários.

No Brasil colonial, quilombos eram locais de refúgio para os escravos fugitivos, que representavam a segregação máxima da sociedade excludente e patriarcal. Com a abolição, houve a substituição do trabalho escravo pelo assalariado, mas a pobreza e a exclusão social continuaram vigorando. Ao longo do desenvolvimento do país, a urbanização concentrou a miséria em zonas periféricas da sociedade, abrigando não só negros, mas também a população rural pobre: favelas ou periferias, chamadas primeiramente de cortiços.

As favelas cresceram e não puderam mais ser envolvidas pelas políticas governamentais. Em certas periferias, houve expansão da troca de culturas com cidades, como ritmos-funk-e culturas, quebrando algumas barreiras físicas e sociais. Porém, é utopia acreditar que a segregação social desapareceu. A crença forte da inferioridade da cultura da favela continua, e com relevância, em moradias nas favelas há sistemas inseguros, que assustam muitos visitantes e vizinhos, como por exemplo, a recepção com armas, o esgoto a céu aberto, o incômodo odor, animais e pessoas doentes sem ajuda , enfim a péssima condição de vida e a falta de segurança. Uma pesquisa revela que as elites apontam os 'moradores do morro' como responsáveis pela violência, pela poluição urbana e pelos maus costumes.

Contudo, é possível deduzir, que as favelas estão pedindo socorro aos moradores por melhores condições, para que suas opiniões sejam consideradas e suas frágeis culturas, respeitadas. É preciso derrubar as barreiras sociais vigorantes e promover uma integração eficaz das favelas com as cidades urbanas, mas isso só será possível quando a cidadania chegar ao morro.
As histórias de violência têm aumentando de quantidade e intensidade. O Estado dito democrático de direito, nunca foi uma realidade nas favelas. A violação dos direitos nas favelas, barra o limite do imaginável e do aceitável. É preciso avançar, na periferia, fora dela, em todas as áreas. É preciso tomar-lhe como objetivo principal, afinal vive-se em República democrática em que todos lutam pela sobrevivência. Então, o desafio é promover o acesso à educação, segurança, infraestrutura. Pois, sem direitos respeitados, os moradores não são cidadãos, ou seja, não são 'habitantes da cidade'.


Natashaa

Mensagens : 4
Pontos : 12
Data de inscrição : 17/06/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A dura tragédia nas favelas

Mensagem  Moderator em Qua Jun 22, 2016 10:46 am


AULA AO VIVO, GRATUITA, DE REDAÇÃO


O Clube dos Estudantes promoverá uma aula gratuita e ao vivo no dia 28 de Junho, terça-feira, às 20 horas (horário de Brasília). Estaremos descomplicando a redação, explicando detalhe por detalhe as matérias do livro 7 Pecados Capitais da Redação.
Garanta a sua vaga! Inscreva-se por meio do link abaixo e receba em seu e-mail o link no qual a aula será transmitida:http://www.clubedosestudantes.tk/como-fazer-uma-boa-redacao/
avatar
Moderator

Mensagens : 559
Pontos : 563
Data de inscrição : 20/09/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum