Voto consciente: um forte instrumento de mudança politica e social

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Voto consciente: um forte instrumento de mudança politica e social

Mensagem  via-themyscira em Sex Jun 23, 2017 6:43 pm

O voto sempre foi um dos principais instrumentos utilizados para promover mudanças politicas e sociais na sociedade. No Brasil, durante a assinatura da Constituição de 1988, foi instaurado o sufrágio universal para a escolha de representantes políticos, ou seja, significava que todo o cidadão dentro das normas legais teria direito ao voto, essa configuração foi uma grande conquista no sentido de ampliação da democracia representativa no país. Entretanto, existe certos problemas que fazem com que o voto perca o seu significado de instrumento de mudança, como a compra ilícita de votos e a individualidade dos eleitores diante das propostas eleitorais.
   Durante as campanhas eleitorais a compra de votos é fortemente cometida, sendo considerada uma ação ilegal e fraudulenta na qual o candidato consegue votos e em troca garante vantagens para aqueles que venderam o voto, como empregos em cargos públicos e presentes. Embora seja uma ação condenável dentro da politica, só em 2012 foram registrados 1206 casos de compra de votos no país, sendo esses predominantes em áreas onde o índice de analfabetismo é mais elevado. Como consequência, a democracia começa a falhar diante dessas ações porque o candidato com maior poder econômico é o que conseguirá vencer.
   Além do fato citado, também faz-se presente o interesse individual do eleitor na hora de escolher o representante politico. O filosofo Aristóteles definiu o homem com um "ser social", ou seja, significava que por mais individuais que sejam as crenças, as vontades e as visões de mundo, deve-se considerar em primeiro lugar a vivência em sociedade, e justamente por viver em sociedade o homem não pode impor seus valores individuais acima do que é necessário para o coletivo.
   À frente de tais fatos deploráveis que mancham a imagem da democracia brasileira, faz-se necessário um investimento financeiro para que os órgãos competentes possam investigar mais a fundo esses sistemas ilícitos e que as punições devidas sejam aplicadas nos que compram o pleito. Também é imprescindível que, durante a época de eleições, o eleitor escolha os representantes dos cargos com consciência política, analisando as propostas do candidato, escolhendo aquele que atenderá as necessidades da sociedade.

via-themyscira

Mensagens : 1
Pontos : 3
Data de inscrição : 23/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Voto consciente: um forte instrumento de mudança politica e social

Mensagem  cleyton santos em Ter Ago 08, 2017 10:36 am

via-themyscira escreveu:O voto sempre foi um dos principais instrumentos utilizados para promover mudanças politicas e sociais na sociedade. No Brasil, durante a assinatura da Constituição de 1988, foi instaurado o sufrágio universal para a escolha de representantes políticos, ou seja, significava que todo o cidadão dentro das normas legais teria direito ao voto. Essa configuração foi uma grande conquista no sentido de ampliação da democracia representativa no país. Entretanto, existem certos problemas que fazem com que o voto perca o seu significado de instrumento de mudança, como a compra ilícita de votos e a individualidade dos eleitores diante das propostas eleitorais.
   Durante as campanhas eleitorais, a compra de votos é fortemente cometida praticada, sendo considerada uma ação ilegal e fraudulenta na qual o candidato consegue votos e, em troca, garante vantagens para aqueles que venderam o voto, como empregos em cargos públicos e presentes. Embora seja uma ação condenável dentro da politica, só em 2012 foram registrados 1206 casos de compra de votos no país, sendo esses predominantes em áreas onde o índice de analfabetismo é mais elevado. Como consequência, a democracia começa a falhar diante dessas ações porque o candidato com maior poder econômico é o que conseguirá vencer.
   Além do fato citado, também faz-se presente o interesse individual do eleitor na hora de escolher o representante politico. O filosofo Aristóteles definiu o homem com um "ser social", ou seja, significava que por mais individuais que sejam as crenças, as vontades e as visões de mundo, deve-se considerar em primeiro lugar a vivência em sociedade, e justamente por viver em sociedade o homem não pode impor seus valores individuais acima do que é necessário para o coletivo.
   À frente de tais fatos deploráveis que mancham a imagem da democracia brasileira, faz-se necessário um investimento financeiro para que os órgãos competentes possam investigar mais a fundo esses sistemas ilícitos e que as punições devidas sejam aplicadas nos que compram o pleito. Também é imprescindível que, durante a época de eleições, o eleitor escolha os representantes dos cargos com consciência política, analisando as propostas do candidato, escolhendo aquele que atenderá as necessidades da sociedade.

cleyton santos

Mensagens : 8
Pontos : 8
Data de inscrição : 08/08/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum